Como a saúde mental afeta a saúde física?

Publicado por: Letícia Lana Letícia Lana
13/01/2022
5 minutos de leitura
Mulher cuidando da saúde mental

Saúde mental é muito mais do que a ausência de transtornos mentais, saúde mental é ter a mente e o corpo saudáveis, integrados e proporcionando uma coerência entre aquilo que pensamos, sentimos e como agimos. Cuidar da mente, assim como se alimentar bem e realizar atividades físicas regulares, é considerado essencial para a qualidade de vida como um todo. 

Por outro lado, quando a saúde mental é comprometida, o corpo também sofre diretamente as consequências. E preparamos este artigo para você entender esta relação tão próxima entre nosso corpo, nossa mente e nossas emoções. 

O que é saúde integral?

Saúde integral nada mais é do que o conceito de que o corpo e a mente estão sempre ligados uma com a outra e que, como tal, os fatores emocionais e físicos se relacionam.  Não podemos nos esquecer que a saúde em si engloba todas as dimensões do ser humano e só é possível ser verdadeiramente saudável se todos os focos, físico e mental, estiverem em equilíbrio.

Qual é a relação entre saúde mental e saúde física?

A influência da mente no surgimento de sintomas físicos é mais comum do que parece. Inclusive, existe um campo de estudo entre a medicina e a psicologia, denominado psicossomática, que estuda de que forma as emoções afetam alguns processos orgânicos do corpo ou podem aumentar o risco de desenvolver ou agravar certas doenças. Uma crise de ansiedade, por exemplo, pode vir acompanhada de calafrios, taquicardia, sudorese, falta de ar e tontura. No caso da síndrome de pânico, esses efeitos são mais intensos ainda e podem ser confundidos com um ataque cardíaco.

Um outro exemplo do impacto das doenças emocionais em nosso corpo é a depressão, que além dos sintomas específicos, tais como tristeza profunda, isolamento social, falta de entusiasmo com a vida, também pode causar sintomas físicos tais como cansaço e exaustão extremas, insônia, falta de apetite, ganho ou perda de peso, entre outros. Além disso, a depressão já é reconhecida como um dos fatores de risco para doenças cardiovasculares, obesidade, tabagismo, pressão alta, colesterol alto, diabetes e sedentarismo.

Já os problemas digestivos são muito recorrentes em pessoas que sofrem de ansiedade e depressão. A chamada “gastrite nervosa” é a mais comum, podendo estar relacionada com ansiedade e estresse, cujos sintomas são dores estomacais, azia e queimação. Apesar de não haver inflamação, o incômodo pode atrapalhar a vida de quem sofre com esses sintomas, que podem ser amenizados com mudanças na alimentação, estilo de vida e uso de medicações de acordo com orientação profissional. 

Por outro lado, as doenças psicológicas também podem interferir na imunidade, isso porque a atuação das células de defesa do organismo é prejudicada pelas alterações hormonais que ocorrem em casos depressivos.

E os problemas não param por aí. Afinal, a falta de saúde mental altera a composição da flora intestinal que, por sua vez, é importantíssima para a manutenção da saúde por inteiro. De maneira geral, desequilíbrios na saúde mental podem afetar os sistemas:

  • Imunológico, prejudicando a imunidade e as defesas do organismo;
  • Endócrino, aumentando ou diminuindo a produção de certos hormônios;
  • Nervoso, interferindo na produção de neurotoxinas (relacionadas a doenças como Mal de Parkinson e Alzheimer), entre outros problemas.

Qual é a importância de cuidar da saúde mental?

Muitas pessoas têm dificuldade para tratar os quadros psicossomáticos justamente por não saberem ou não perceberem essa relação tão estreita entre mente e corpo e também pelo estigma que ainda existe em procurar  um psiquiatra. A maioria se consulta inicialmente com um médico clínico, pois busca tratamento para os sintomas físicos, ignorando as causas emocionais.

Essa atenção à saúde mental é ainda mais importante em doentes crônicos, já que estudos mostram que mulheres que tiveram câncer de mama, quando expostas a um novo estressor (como a perda de um ente querido, o afastamento do trabalho, entre outras situações), tornam-se mais propensas à recidiva.

Vale lembrar que cuidar da saúde mental é extremamente essencial, também, para quem não apresenta doenças. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os transtornos mentais são responsáveis por mais de um terço do número de incapacidades no continente americano. 

Lembre-se que saúde mental e saúde física estão intrinsecamente associadas. Se necessário, busque ajuda especializada para equilibrar corpo e mente. 

Não esqueça da sua saúde física:

Lembre-se que sua saúde integral também depende do seu autocuidado com o seu corpo, por isso, não deixe de ir ao médico e fazer um check-up frequentemente para garantir que está tudo bem. 

Os check-ups são muito importantes, porque atuam de forma preventiva, auxiliando na detecção de possíveis alterações no organismo ou doenças, já que muitas delas não apresentam qualquer tipo de sintoma e só são descobertas por meio da realização de exames periódicos. 

No Labi, estão disponíveis os check-ups gerais (para a saúde do homem e para a da mulher), check-ups de acompanhamento (para aqueles que gostariam de verificar uma suspeita) e check-ups para estilo de vida (fitness e vegetariano). 

Então, conte com a gente para te ajudar a cuidar da sua saúde com exames, testes, check-ups e vacinas de altíssima qualidade e pelos melhores preços do mercado. E tudo isso no conforto do seu lar, sem precisar sair de casa. 

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter: