Doença celíaca e o cuidado com o glúten

Publicado por: Equipe Labi Equipe Labi
10/09/2019
3 minutos de leitura

A doença celíaca é um problema de diagnóstico difícil e que traz sintomas incômodos para os pacientes. O problema pode surgir a qualquer momento da vida, afetando crianças, adultos e idosos.

Estudos internacionais apontam que 1% da população mundial é celíaca. No Brasil, de acordo com a Fenacelbra (Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil), a doença afeta cerca de 2 milhões de pessoas, muitas delas sem diagnóstico.

O que é a doença celíaca?

Trata-se de uma reação exagerada do sistema imunológico ao glúten. O corpo da pessoa afetada não possui uma enzima responsável por quebrar a proteína presente no trigo e em outros cereais e grãos, como cevada e centeio.

Dessa forma, como o glúten não é processado direito no organismo, ele se acumula no intestino delgado. Então, o sistema imunológico entende aquilo como uma ameaça e reage produzindo anticorpos contra o glúten, que atacam a mucosa do órgão, atrofiando as vilosidades dele.

Isso causa lesões e prejudica seu funcionamento normal e a absorção de nutrientes como carboidratos, gorduras, proteínas, sais minerais e água. Portanto, pode ter consequências mais graves sem o tratamento adequado.

Doença celíaca diferente de Sensibilidade ao glúten (SGNC)

A diferença com essa condição similar a doença celíaca é justamente o prejuízo ao organismo. No caso da Sensibilidade ao Glúten, não existe um componente imunológico bem definido. Ou seja, o alimento não é bem aceito pelo nosso corpo, causando sintomas semelhantes como dor abdominal e cansaço.

Porém, ao contrário da doença celíaca, a sensibilidade ao glúten não danifica o intestino delgado e não prejudica a absorção correta de nutrientes importantes.

Sintomas

Entre os sintomas que podem ser apresentados estão:

  • Diarreia crônica
  • Prisão de ventre crônica
  • Distensão abdominal
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Depressão
  • Desnutrição com déficit de crescimento
  • Anemia ferropriva não curável
  • Emagrecimento e falta de apetite
  • Baixa estatura
  • Irritabilidade
  • Osteoporose
  • Mancha nos dentes
  • Esterilidade
  • Abortos de repetição
  • Doenças neurológicas

Diagnóstico da doença celíaca

Casos anteriores na família ajudam o médico a suspeitar da doença celíaca, uma vez que a genética é fator importante. O diagnóstico envolve exame de sangue para analisar a presença de anticorpos específicos da doença, já que muitos sintomas são confundidos com outras doenças.

É comum que o problema surja em crianças com com até um ano de idade, quando começam expandir sua dieta e se alimentar de comidas que contenham glúten ou seus derivados. Porém, em algumas situações, a doença celíaca só se manifesta na idade adulta, dependendo do grau de intolerância ao glúten.

Além disso, é necessário consultar um gastroenterologista para olhar o intestino delgado e assim confirmar se trata ou não do problema. O recomendável é realizar uma biópsia do local durante o exame de endoscopia, para confirmar se o órgão possui o problema.

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter: