Prostatite: causas, sintomas e tratamento

Publicado por: Equipe Labi Equipe Labi
07/11/2019
4 minutos de leitura

Para falar sobre a prostatite, precisamos antes entender bem o que é a próstata. O órgão faz parte do sistema reprodutor masculino e é responsável por produzir o líquido ejaculatório. É localizada embaixo da bexiga e atrás do reto, envolvendo uma porção da uretra, com o tamanho de uma noz.

Quando pensamos em doenças relacionadas a este órgão, logo surge o câncer de próstata. Porém, a prostatite é uma infecção que atinge homens de todas as idades. Essa informação reforça a necessidade de consultas periódicas com um urologista.

O que é a prostatite?

Prostatite é uma infecção e/ou inflamação da glândula prostática que se desenvolve a partir da entrada de bactérias pela uretra, que se alojam nos lobos da próstata. Ela pode causar dor, inchaço e inflamação da glândula da próstata. Existem dois tipos de prostatite:

  • A prostatite aguda se trata de uma doença febril com início repentino. Ela apresenta sintomas gerais e do sistema urinário bastante marcantes.
  • Já a prostatite crônica se trata de uma infecção que evolui de modo mais lento. É caracterizada por infecção urinária de difícil tratamento. Ela é causada pela permanência da bactéria causadora da doença no líquido produzido pela próstata, mesmo com o tratamento de antibióticos.

Sintomas

Nos dois tipos de prostatite, os principais sintomas são causados ​​por espasmos dos músculos da bexiga e da pélvis, especialmente na área entre o escroto e o ânus (o períneo). Por isso, os homens também podem apresentar vontade de urinar frequentemente e com urgência e o ato de urinar pode causar dor ou ardência. Em alguns casos a dor pode fazer com que a ereção ou ejaculação sejam difíceis. A sensação de dor pode comprometer o sistema intestinal tornando a defecação dolorosa.

Na infecção aguda, os sintomas podem ser mais graves e mais fortes. Alguns sintomas tendem a ocorrer com mais frequência, tais como febre e calafrios, dificuldade em urinar e sangue na urina. A prostatite bacteriana pode resultar em um acúmulo de pus (abscesso) na próstata ou em epididimite (inflamação do epidídimo, um pequeno duto que coleta e armazena os espermatozóides produzidos pelo testículo).

Diagnóstico

Realizado por um urologista, o exame através do reto pode identificar a inflamação pela sensibilidade ao toque, o que caracteriza o caso agudo. Geralmente, o diagnóstico é baseado nos resultados de exame físico e nos resultados de uma análise da urina (urinálise) e cultura de urina.

O Labi recomenda

A urinálise pode revelar glóbulos brancos, indicando inflamação, ou bactérias, indicando infecção. As uroculturas revelam infecções bacterianas localizadas em qualquer parte do trato urinário. Em contraste, quando a infecção é encontrada por meio da cultura de líquido da próstata, a próstata é claramente a causa da infecção.

Tratamento

É sempre recomendada a visita a um urologista com frequência para a melhor identificação e solução dos problemas.O melhor tratamento é a utilização correta dos antibióticos escolhidos pelo médico especialista.

Cuidando da saúde do homem

Para garantir o funcionamento correto da saúde do homem até 45 anos, o Labi Exames realiza um check-up completo para esse público. Com 18 exames, o check-up inclui hemograma completo, urina tipo 1, entre outros que são fundamentais para o acompanhamento da saúde masculina. Para os homens acima dos 45 anos, o laboratório também possui um check-up ainda mais detalhado, com exames como Sangue Oculto na Fezes, Testosterona total, PSA Total e Vitamina D-25 Hidroxi.

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter: