Imunidade coletiva: por que se vacinar beneficia a sociedade como um todo?

Publicado por: Letícia Lana Letícia Lana
04/11/2021
6 minutos de leitura
Frascos para vacina com rótulos brancos

Todo mundo já sabe que as vacinas são responsáveis por fortalecer o nosso sistema imunológico, fazendo com que ele crie defesas e anticorpos específicos contra uma série de doenças que, quando ocorrem, podem levar a pessoa à morte ou deixar graves sequelas. Portanto, as vacinas são as melhores armas que temos para nos proteger de doenças infecciosas e garantir nossa saúde e bem-estar. 

Mas você sabia que o verdadeiro poder da vacinação não está na imunização individual mas sim na vacinação em massa? Isso porque somente ela nos protege – não somente como indivíduos – mas também como comunidade e impede de fato a transmissão em larga escala do vírus, o que por sua vez freia o número de casos e consequentemente de mortes. 

Inclusive, foi justamente a vacinação em massa que nos permitiu alcançar feitos incríveis como a erradicação da poliomielite, doença que levava ao óbito de milhares de crianças anualmente. 

Quer ver como manter sua carteirinha de vacinação em dia beneficia a sociedade como um todo? Explicamos um pouco mais para você sobre como a sua decisão de se vacinar influencia positivamente todo mundo à sua volta. 

O que é imunidade coletiva:

Os vírus e bactérias circulam de pessoa para pessoa e, para conseguir se propagar e se reproduzir, eles precisam achar indivíduos que não estão imunizados contra a doença. A vacinação em massa diminui significativamente o número de pessoas suscetíveis à infecção e, dessa forma, o vírus não consegue mais encontrar vetores suficientes para circular e se propagar, o que o torna mais fácil de ser contido.

Quando a maioria da população é vacinada, cria-se uma espécie de “escudos invisíveis” que interrompem a cadeia de transmissão do vírus e/ou bactéria, já que o mesmo não irá conseguir se propagar com tanta facilidade. Assim, protegemos indiretamente nossos amigos e familiares vulneráveis à doença. Esse fenômeno é conhecido como imunidade coletiva ou imunidade de rebanho. 

Agora, se apenas um grupo é vacinado, interrompe-se apenas as mortes que estão acontecendo naquele grupo específico, mas não se interrompe a transmissão da doença. Ou seja, aqueles que não foram vacinados seguem sendo infectados e espalhando a doença para pessoas vulneráveis não vacinadas ou pessoas vulneráveis que foram vacinadas, mas não apresentaram uma resposta imunológica protetora. 

E vale lembrar que nem todos podem ser vacinados, por exemplo, bebês que são muito jovens para receberem os imunizantes, pessoas mais velhas que correm o risco de doenças graves e/ou pessoas que estão gravemente doentes. Todos eles dependem da vacinação em massa para se certificarem de que também estão protegidos pelas vacinas.

A porcentagem exata de pessoas que precisam ser vacinadas para se alcançar a imunidade de rebanho varia bastante de acordo com as características de cada doença, mas, pelo menos 70% da população deve estar imunizada contra a doença. Por isso, é muito importante que todos tomem as vacinas necessárias para cada faixa etária e temos que cada vez mais conscientizar toda a população a se vacinar.

Por que devo me vacinar?

Precisa de mais motivos para atualizar sua carteira de vacinação? Separamos mais alguns benefícios da vacinação para te convencer da importância de sempre manter sua imunização em dia!

Vacinas salvam vidas e nos mantêm seguros:

Imagina se tivéssemos inúmeras pandemias de várias doenças diferentes com milhões de mortes por ano? A única resposta para evitar esse cenário é a prevenção: garantir que todas as pessoas sejam vacinadas, nos momentos certos e com as vacinas certas, ao longo de suas vidas.

Acompanhar o calendário vacinal e manter a imunização em dia é importante em todas as idades e não somente na infância. Adolescentes, adultos e idosos também têm que tomar algumas vacinas específicas para garantir a própria saúde e a saúde daqueles à sua volta.

As vacinas nos defendem contra doenças mortais:

Não existem vacinas para doenças que não sejam potencialmente fatais, ou seja, todos os imunizantes nos protegem de doenças graves que podem levar à complicações e gerar sequelas graves e até levar à morte. 

Ao nos vacinarmos, fortalecemos as defesas naturais do nosso corpo, o que ajuda a impedir que fiquemos doentes. É uma forma segura e inteligente de gerar uma resposta protetora, que nos ajuda a permanecer saudáveis, seguros e fortes.

Todas as vacinas são seguras e eficazes: 

Os componentes das vacinas podem parecer estranhos quando você lê o rótulo, mas eles são encontrados naturalmente no corpo humano, no ambiente natural e nos alimentos que comemos. Além disso, nenhuma vacina é autorizada para uso ao menos que seja certificada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) , ou seja, todas as vacinas sem exceção passam por rigorosos testes de qualidade para comprovar e assegurar sua segurança e eficácia. 

Não esqueça de receber as vacinas necessárias, no prazo e com a frequência necessária:

Não espere ser exposto a uma doença grave ou durante um surto de alguma infecção para atualizar sua carteirinha de vacinação. O importante é se proteger justamente para prevenir surtos e reincidências de doenças, como ocorreu com o sarampo, pois durante esses picos de casos das doenças pode não haver tempo para tomar todas as doses necessárias para mantê-lo protegido.

Onde se vacinar?

Aqui no Labi, você toma suas vacinas de maneira rápida, prática e descomplicada e tudo isso no conforto do seu lar, sem precisar sair de casa. Seja na infância, na adolescência, na vida adulta ou na terceira idade, o Labi conta com os imunizantes necessários para garantir a sua proteção e a da sua família. 

E lembre-se: seja com vacinas, exames, testes ou check-ups, conte sempre com o Labi para te ajudar a cuidar da sua saúde.

Artigos Relacionados:

Recomendação de Vacinas do Labi: seu novo aliado no cuidado à saúde

Vacina Tríplice Viral: entenda para que serve o imunizante

Vacinas do bebê: saiba quais são e quando tomar

Vacinação em idosos: saiba quais são as vacinas recomendadas

TAGS: Imunidade de Rebanho Vacinas
Quer receber novidades? Assine nossa newsletter

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter: