Rede de apoio para novas famílias: entenda a importância

Publicado por: Letícia Lana Letícia Lana
10/11/2021
5 minutos de leitura
Família reunida com bebê recém-nascido

O momento da chegada de um novo bebê é um momento mágico que sempre traz muita alegria para a nova família, porém, cuidar de um recém-nascido não é fácil e os novos papais e mamães com certeza vão precisar de ajuda nessa tarefa. 

Por isso, é muito importante a família contar com uma rede de apoio para auxiliá-los nesse momento. Preparamos esse artigo para explicar o que é a rede de apoio e como você pode ajudar nesse momento. 

O que é rede de apoio?

A rede de apoio é um grupo de pessoas, que se fazem presente na vida da família antes e/ou após o nascimento do bebê, e sua função é assumir tarefas que ajudem os responsáveis pela criança e possibilitem que eles consigam se dedicar também à sua recuperação  (física, emocional e social) e adaptação.

Embora pareça fácil, construir uma rede de apoio depende de muitos fatores. Entre eles,  entender que não tem problema algum pedir ajuda sempre que precisar, porque a rede de apoio é formada por vínculos e está “ali” sempre que a nova família precisar.

E o mais importante é lembrar que a rede de apoio não é exclusiva e necessária apenas no puerpério, ela é indispensável em todas as fases da vida. Independente da idade da criança, a família precisa ter por perto pessoas que a deixem mais segura, que não julguem suas decisões e que a ajudem a viver uma maternidade e paternidade mais feliz e tranquila.

Como ser rede de apoio para uma nova família?

E, afinal, você sabe o que você pode fazer para ajudar os novos papais e mamães? Às vezes uma simples tarefa, como lavar a louça ou só escutá-los sem julgamentos, já são de grande valia. Por isso, separamos algumas dicas para quem faz parte da rede de apoio saber como pode ajudar. 

Traga leite, pão ou outras compras

Sair para fazer compras é bem difícil quando se tem um bebê recém-nascido em casa, portanto, se oferecer para comprar uma coisinha ou outra é sempre uma boa ideia. Assim, quando você sair para fazer suas compras, pode aproveitar para fazer as compras da família que está com o recém-nascido em casa. 

Ouça sem julgar

Lembre-se, não é só sobre o bebê! É muito comum que após o nascimento, todos foquem apenas no pequeno e se esqueçam dos outros membros da família. Não seja essa pessoa. Pergunte como eles estão e os dê atenção também.

Até porque, definitivamente não é fácil cuidar de um bebê, por isso, não julgue e nem dê um milhão de conselhos e palpites não solicitados. Apenas os deixe desabafar e ouça com todo carinho. 

Vale lembrar que durante o puerpério a mulher experimenta diversos sentimentos por conta da oscilação hormonal, por isso, ela pode estar eufórica num dia de manhã e chorosa a tarde, é normal. Porém, fique atento caso os sentimentos de tristeza, medo ou insegurança se tornarem muito recorrentes, ao ponto de incapacitar a mãe. Se sente que tem algo errado, não hesite em procurar ajuda profissional. 

Ajude nas tarefas domésticas

Cuidar de um bebê exige muito tempo, atenção e cansa absolutamente qualquer pessoa! Por isso, muitas vezes a família não está em condição de se responsabilizar por tarefas domésticas. Até porque, eles também precisam de alguns minutinhos de descanso quando não estão cuidando do recém-nascido. 

Então, libere-os das responsabilidades do lar, se responsabilize por lavar roupas, cozinhar, lavar as louças, fazer as compras, ajeitar a casa, ir à farmácia, à padaria, cuidar dos filhos mais velhos, dos animais de estimação, das contas, etc.

Traga fraldas

Essa é uma dica fácil e super útil! Isso porque fraldas custam caro e são muito usadas, especialmente nas primeiras semanas de vida. Portanto, pergunte qual o tamanho de fralda que a família precisa e leve sempre que for visitar.

E quando o assunto for cuidados com a saúde, não exite em chamar o Labi para te ajudar! Seja com vacinas, exames, testes ou check-ups, estamos sempre preparados para te ajudar a cuidar da sua saúde e da sua família de forma simples e descomplicada no conforto do seu lar ou em uma de nossas unidades

Artigos Relacionados:

Vacinas do bebê: saiba quais são e quando tomar

Amamentação: cinco mitos e verdades sobre o aleitamento materno

Vacinação em bebês: como acalmar os pequenos durante a imunização

Vacina da Gripe: como funciona a imunização de mamães e bebês

TAGS: rede de apoio
Quer receber novidades? Assine nossa newsletter

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter: