TGO e TGP: para que servem estes exames?

Publicado por: Equipe Labi Equipe Labi
06/09/2022
7 minutos de leitura

O fígado é um dos órgãos mais importantes do corpo e desempenha diversas funções como secretar a bile, desintoxicar o corpo, armazenar glicose (nossa fonte de energia), sintetizar o colesterol e produzir proteínas nobres. Por ser tão importante, o fígado é um órgão bastante resistente. 

Você já ouviu falar que o fígado se regenera? Isso é verdade! Estima-se que, se retirarmos metade do fígado, em poucos meses ele voltará ao tamanho normal.

Porém, existe um “lado B” causado por essa capacidade de regeneração. Por ser um órgão resistente, muitas vezes, os sintomas de alguma doença hepática demoram para surgir e, quando surgem os danos ao órgão já estão avançados e precisam de tratamento e acompanhamento médico. 

O que é TGO?

Mesmo com essa resistência, o fígado não está imune aos danos causados pelo excesso de álcool, má alimentação, uso de anabolizantes e outras doenças que causam danos ao órgão. Por isso, exames de fígado como TGO e TGP, juntamente com o GGT, conhecido como exame Gama GT, são muito importantes para avaliar a saúde do órgão e diagnosticar alguma doença hepática antes que ela se agrave.

Existem dois tipos de exames para o fígado, os exames que avaliam a função hepática e aqueles que avaliam os danos hepáticos, sendo que o TGP e o TGO que explicaremos a seguir se encaixam no segundo tipo.

TGO, que significa transaminase glutâmico-oxaloacética é uma das enzimas hepáticas, e é encontrado em várias regiões do corpo, incluindo rins, músculos, coração e cérebro, também é conhecida como AST (aspartato aminotransferase).

Enzimas são proteínas que ajudam o fígado a quebrar outras proteínas para que seu corpo possa absorvê-las mais facilmente. 

Para que serve o Exame TGO?

Um exame TGO pode ser usado para ajudar o médico a diagnosticar danos no fígado ou doenças hepáticas, pois quando as células do fígado são danificadas, o TGO passa para a corrente sanguínea, aumentando o nível desta enzima no sangue.

Além disso, o TGO pode ser usado para avaliar a saúde do fígado em pessoas que já têm doenças que afetam o fígado, como a hepatite C ou B. Pessoas saudáveis podem fazer o exame como avaliação de saúde de rotina, se necessário.

Caso você tenha feito um exame de TGO e queira entender os resultados, explicamos a seguir:

  • Resultados menores que 34 U/L indicam que a TGO está na faixa normal. 
  • Resultados maiores que 34 U/L são considerados altos e precisam de acompanhamento médico, pois podem indicar doenças no fígado.

Níveis extremamente altos de AST ou ALT indicam condições que causam danos graves ao fígado. Essas condições incluem:

  • Hepatite viral aguda A ou hepatite B.
  • Choque ou colapso do sistema circulatório.
  • Extenso dano hepático que provavelmente é causado por toxinas, incluindo uma overdose de medicamentos.

Lembre-se que este artigo é informativo e não substitui uma conversa com um médico de confiança.

No Labi Clínica, nosso modelo de atendimento de saúde que une o cuidado de uma consulta presencial com a praticidade do teleatendimento, você tem médicos atenciosos disponíveis sempre que precisar para dúvidas, problemas do dia a dia, como dores localizadas, e acompanhamento de doenças crônicas. Saiba mais!

TGO alto: o que significa?

Um resultado alto em um teste de AST pode indicar um problema no fígado ou nos músculos.

Como os níveis de AST não são tão específicos de um marcador de dano hepático quanto a ALT, é geralmente medido em conjunto com a ALT para verificar se há problemas no fígado. Por exemplo, uma alta relação TGO: TGP pode indicar doença hepática alcoólica.

O que é TGP?

TGP significa transaminase glutâmico-pirúvica e também é conhecida como teste de Alanina Aminotransferase ou ALT.

A TGP é normalmente encontrada nas células do fígado. No entanto, quando o fígado está danificado ou inflamado, a TGP pode ser liberada na corrente sanguínea, fazendo com que seus níveis aumentem. Muitas vezes, um aumento na TGP é o primeiro sinal de um problema, ocorrendo antes mesmo que outros sintomas comecem a aparecer.

Medir o nível de TGP no sangue de uma pessoa pode ajudar os médicos a avaliar a função hepática ou determinar a causa subjacente de um problema hepático. O teste de TGP geralmente faz parte de uma triagem inicial para doença hepática.

Para que serve o TGP?

Um TGP mede o nível de ALT no sangue, enzima que é encontrada principalmente no fígado e é geralmente usado para determinar se alguém tem lesão ou insuficiência hepática, pois danos hepáticos geralmente causam aumento nos níveis de TGP. O TGP também pode ser solicitado para avaliar os seguintes sintomas de doença hepática:

  • Icterícia: ocorre quando a pele e olhos ficam amarelados.
  • Urina escura (cor de café ou refrigerante de cola).
  • Náuseas e vômitos.
  • Dor no quadrante superior direito do abdômen.

O exame de TGP pode avaliar os níveis desta enzima na corrente sanguínea, mas não pode mostrar a gravidade do dano hepático.

Um TGP, na maioria das vezes, é feito com outros testes de enzimas hepáticas, como o TGO, para fornecer informações mais específicas sobre doenças no fígado. Além disso, um TGP pode fazer parte de um check-up de rotina, caso o médico ache necessário, nos seguintes casos:

  • História familiar de doenças hepáticas.
  • Abuso de álcool.
  • Exposição à hepatite.
  • Diabetes.
  • Uso de certos medicamentos, como analgésicos e antitérmicos.

TGP alto: o que significa?

De acordo com o American College of Gastroenterology, os valores normais de TGP no sangue para pessoas sem fatores de risco para doença hepática variam de 29 a 33 unidades internacionais por litro (UI/L) para homens e 19 a 25 UI/L para mulheres. Esse valor pode variar dependendo do laboratório.

No Labi, utilizamos os seguintes valores de referência para o exame TGO:

  • Resultados menores que 55 U/L indicam que a TGP está na faixa normal. 
  • Resultados maiores que 55 U/L são considerados altos e precisam de acompanhamento médico, pois podem indicar doenças no fígado.

Como são feitos o TGO e TGP?

Estes exames são bastante simples e são feitos com uma amostra de sangue de uma veia, geralmente localizada no braço. Esta coleta pode ser realizada em uma de nossas unidades, sem agendamento, em São Paulo, interior e Rio de Janeiro ou em casa e o agendamento pode ser realizado pelo site.

Como preparo para o exame, orienta-se apenas a não ingestão de álcool no dia anterior ao exame. Também é necessário informar no momento da coleta os medicamentos que você usa, pois, alguns medicamentos podem interferir no resultado do exame.

Seja com o exame de TGO e TGP, ou com check-ups, vacinas e testes, no Labi você pode cuidar da saúde sem complicação com os melhores preços do mercado. Estamos prontos para te atender em uma de nossas unidades, sem precisar de agendamento no conforto da sua casa, por meio do Labi em Casa, nosso serviço de coleta domiciliar.

Leia também

Hepatites virais: mitos e verdades

Doenças do fígado: descubra tudo sobre as doenças hepáticas

Ferritina: entenda os níveis dessa proteína

Gordura no fígado: quais os sintomas e como prevenir

Tudo sobre triglicérides: o que são e como mantê-los em um nível saudável

Hepatites virais: sintomas e prevenção

TAGS: doenca hepatica figado tgo tgp

CONTEÚDOS MAIS LIDOS

Hepatites virais: mitos e verdades
Exames Vacinas

Hepatites virais: mitos e verdades

11/01/2023 5 minutos de leitura
Quer receber novidades? Assine nossa newsletter

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter: