Talentos Escondidos do Labi: conheça Thales Nunes

Publicado por: Equipe Labi Equipe Labi
14/07/2021
4 minutos de leitura
Thales Nunes tocando na escola de samba

Todos nós temos um hobby que botamos em prática quando não estamos trabalhando, seja algo simples como ler ou assistir séries, ou algo mais complexo como tocar um instrumento ou costurar, todo mundo tem uma atividade relaxante que o faz se desconectar do mundo por um tempinho.

Aqui no Labi, nossos colaboradores não fogem da regra e, por isso, hoje vamos contar um pouco mais do hobby do Thales Nunes – nosso estagiário de Digital e Dados – que acabou virando uma paixão. Entre uma prova do curso de engenharia e outra, o Thales participa de desfiles em baterias de escolas de samba. Ele toca alguns instrumentos para escolas como a Colorado do Brás, Imperatriz da Paulicéia, Dragões da Real, entre outras.

No Labi, a rotina do Thales é muito integrada com a faculdade de engenharia, então ele está sempre mesclando o trabalho com os estudos ao longo do dia. Responsável pela análise de dados e geração de dashboards aqui com a gente, ele começa o dia fazendo uma checagem geral do fluxo de dados e dashboards para assegurar que está tudo funcionando corretamente. 

Como nem tudo são flores, às vezes ele se depara com alguns erros, e passa um tempo consertando eles. Depois disso, o Thales foca nas tarefas pendentes, seja a criação de novos dashboards, estudo de novas análises, ou estudar novos métodos e tecnologias para aplicar na área de dados.

Já o samba, entrou na vida do Thales quando ele começou a faculdade, onde faz parte da Bateria Universitária da POLI-USP. E como ele toca instrumentos desde pequeno e sempre amou percussão, a entrada na bateria foi um encaixe perfeito. “Toco com a maior paixão do mundo!” nos contou o estagiário. 

E se engana quem pensa que tocar em bateria de escola de samba é fácil! Em tempos normais, ele costuma ensaiar de 7 a 9 vezes por semana, dependendo da época do ano. Quando ele está em competição com a bateria universitária, o ensaio acontece 5 vezes por semana com a USP, e ainda tem ensaios mais 4 vezes por semana com as outras escolas de samba da qual ele faz parte. 

Ensaio é o que não falta! Basicamente, quando não estou na faculdade ou aqui no Labi, estou ensaiando em algum lugar.

Entre todas as experiências que já teve com a bateria, o Thales teve dois momentos que o marcaram muito. O primeiro foi a competição mais animada que ele já tocou, em um evento universitário em 2018, onde a bateria tocou para mais de 5.000 pessoas! A segunda memória é do desfile do Carnaval de 2020, já que tocar em rede nacional, e ver de perto a grandiosidade de um desfile de Carnaval é, de fato, uma experiência única.

Já no Labi, durante os seis meses que o Thales está com a gente, ele nos contou que a coisa mais importante que aprendeu é a capacidade de transformar um problema extremamente complexo em uma explicação compreensível para quem não é da área, uma habilidade muito importante que com certeza vai o ajudar muito no futuro.

A gente adora descobrir esses talentos escondidos no nosso time, e foi uma surpresa incrível quando o “Mestre Thales”, como foi carinhosamente apelidado pela equipe de Marketing, casualmente nos contou em um happy hour virtual sobre sua atuação em escolas de samba. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um sambista e um analista de dados na mesma pessoa.

De uma coisa temos total certeza: seja no samba, ou como estagiário de  Digital e Dados, o Thales manda muito bem em tudo o que faz e não para de crescer aqui com a gente e nos outros aspectos da vida. Nós do Labi temos muito orgulho de poder fazer parte da sua jornada e esperamos poder te ver crescer cada vez mais. 

E você? Quer fazer parte de um time dinâmico, cheio de oportunidades e que não para de crescer? Então confira as nossas vagas no Gupy e #VemProLabi

Artigos Relacionados:

A cara do Labi: conheça o Vitor Pimenta

Promoção de cargo: o começo de uma jornada na área da saúde

Mãe e Biomédica: a jornada de quem sabe que ser mãe é ser forte

Do Rio de Janeiro para São Paulo: uma boa jornada pode acontecer em qualquer lugar

TAGS: #VemProLabi Carreiras
Quer receber novidades? Assine nossa newsletter

Quer receber novidades? Assine nossa newsletter: